—>
Carregando Carregando

Soluções inovadoras para os grandes desafios da humanidade

  • IEDentity
  • "Cenários do futuro"
  • Número 01 - 28 de fevereiro de 2018
Albert Elias Valcorba
  • Albert Elias Valcorba

Inovação e transversalidade são dois dos eixos que marcam o presente e o futuro do IED Barcelona. A partir de uma perspectiva global e assumindo o papel transformador do design em relação ao seu entorno, a escola trabalha com os cientistas do CERN a fim de projetar novos produtos e serviços que contribuam para atingir um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Cinco equipes de estudantes do IED Barcelona, ESADE Business School e Universitat Politècnica de Catalunya (UPC) participaram da quarta edição do projeto Challenge Based Innovation (CBI). Na iniciativa, promovida pelo @IdeaSquare e pelo Departamento de Inovação da Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN), equipes multidisciplinares de estudantes, docentes e pesquisadores trabalharam em novas soluções para o futuro da humanidade nos campos da educação, saúde pública, ajuda em casos de emergência e contaminação.

Os desafios enfrentados pelos estudantes das três instituições giraram em torno dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, detalhados na Agenda 2030 do Desenvolvimento Sustentável nos campos da educação, saúde, contaminação e ajuda em casos de emergência.


Os participantes buscaram soluções inovadoras para cinco grandes desafios concretos: o empoderamento de mulheres e jovens em países em desenvolvimento por meio da educação e do empreendedorismo nas áreas da ciência, tecnologia, engenharia e matemáticas (STEM, de acordo com a sigla em inglês); o desenvolvimento de métodos operacionais para a inspeção da radiação; o desenho de tecnologias de imersão para atividades de formação em missões de emergência sanitária; a reformulação de soluções para compartilhar conhecimentos, e a incidência do meio ambiente na saúde pública.

O CBI oferece aos estudantes a possibilidade de utilizar a tecnologia do CERN, expoente máximo do desenvolvimento das novas tecnologias, e de estabelecer um contato direto com os cientistas da organização para aprender mais sobre as suas áreas específicas de conhecimento.


Cinco desafios e cinco propostas


SENTRA

SENTRA

Utilizando a tecnologia haptic, que permite a interação virtual através do tato, o Sentra é um colete que transmite dados sobre pressão arterial, temperatura e resposta a estímulos, a fim de conferir mais realismo sensitivo ao treinamento virtual para situações de risco.

SAKER

Saker é um dispositivo que detecta o gás radônio nos lares e edifícios públicos utilizando uma tecnologia desenvolvida pelo CERN. O aparelho é conectado a uma aplicação que registra a exposição de uma pessoa ao longo de sua vida nestes espaços. Segundo a OMS, o gás radônio é a segunda causa de morte por câncer de pulmão no mundo, sendo responsável por entre 3% e 14% dos casos deste tipo de câncer em todo o planeta.

CORTEX

CORTEX

Cortex consiste na criação de um sistema de coleta de dados sobre certificados acadêmicos mediante a tecnologia blockchain. Os estudantes projetam uma possível base de dados universal, capaz de compilar informações acadêmicas e de realizar certificações a qualquer momento. A proposta surgiu do contexto atual de conflitos em que pessoas precisam fugir de seus países, não podendo demonstrar sua formação prévia.

POWER INDEX

Outro projeto é a criação de um sistema alternativo de publicação dos resultados de investigações científicas que tenha mais em conta sua difusão e incidência na sociedade. Power Index é uma ferramenta que amplia o impacto de publicações científicas, valorizando seu retorno à sociedade e levando em conta as patentes, a transferência de conhecimento e a tecnologia para o mercado.

AIR & Windoo

AIR & Windoo

A quinta equipe de estudantes apresentou um projeto para a criação de dois dispositivos, AIR e Windoo, que buscam melhorar a qualidade do ar nos espaços interiores e nos sistemas de mobilidade urbanos. Trata-se de uma solução que permite filtrar o ar e eliminar as partículas nocivas, além de melhorar a sensação psíquica associada com os espaços fechados para proporcionar maior bem-estar.

O projeto tem dado o que falar:

Disegno Magazine

A revista internacional "Disegno" publicou uma resenha sobre o programa Challenge Based Innovation (CBI) de 2018.

Planeta Futuro de El País

Luciana Leveratto, tutora do projeto CBI no IED Barcelona, falou ao portal Planeta Futuro do jornal "El País" sobre a experiência do CBI e suas metodologias.

INnovadores de El Mundo

"INnovadores" – suplemento do jornal "El Mundo" dedicado às novas tecnologias – explicou os projetos dos alunos do CBI 2018.

 

Autor: Albert Elias Vallcorba