—>
Carregando Carregando

A Limit is No Limits

  • IEDentity
  • "In-disciplina"
  • Número 02 - 11 de abril de 2018
Danila Giancipoli
  • Danila Giancipoli

Uma escola de criatividade não é apenas um lugar onde se ensina uma disciplina. Por mais de 50 anos, esta é a base da filosofia IED.

 

O papel de uma escola como o IED é mais amplo e complexo: é favorecer o amadurecimento de jovens designers capazes de se locomoverem no mundo através da criação de produtos – físicos, virtuais, analógicos, digitais, tecnológicos, lúdicos, funcionais e estéticos. É guiar jovens talentos no processo de inserção no mercado de trabalho e, principalmente, no desenvolvimento de linguagens expressivas, singulares e inéditas.

A Escola de Artes Visuais do IED Turim está caminhando nesta direção: nos últimos anos as novas tecnologias transformaram as linguagens expressivas das artes visuais, criando novos horizontes e novas conexões entre estética, ética e conteúdos científicos e técnicos. O laboratório criativo IED fornece cotidianamente estímulos e instrumentos culturais e técnicos para desenvolver projetos de comunicação visual competentes, sem deixar de lado a poética humana e naïf, a estética artesanal.

Não se exige mais do ilustrador contemporâneo, na noção internacional do termo, que ele traduza em imagens, fixas ou em movimento, narrações, conceitos ou ideias, mas que ele gere novos modos cross media de comunicar, interdisciplinares, capazes de unir projeções em vetoriais e técnicas de impressão artesanais e randômicas, que ele explore lugares, descreva mundos, crie imagens, trabalhe nos limites daquilo que é ilustração hoje.

 

 

Deste desafio nasce A Limit is No Limits, um projeto coletivo e colaborativo, cuja origem se deu no Curso de Ilustração do IED Turim, e logo envolveu e entusiasmou estudantes e docentes de toda a sede. A escola e o jogo como dimensão de conteúdo, diversão, divagação, aprendizagem, experimentação, imaginação e empatia: os projetos propostos põem em relação a pesquisa pessoal com a troca coletiva, explorando a potencialidade da linguagem da ilustração.

É desses pressupostos que nasce também a edição especial da Nurant Magazine, cujas páginas propõem atividades ilustradas sobre o tema da superação dos limites cotidianos através do jogo em todos os seus níveis: as páginas da revista oferecem instruções contra o desgaste da vida moderna e instrumentos temporários de sobrevivência psicológica e emocional, transformando-se também em uma metáfora de aprendizagem lúdica que pede a interação com o corpo. Um percurso múltiplo feito de ensinamentos de educação visual, técnica, analógica e digital, pesquisas nas diferentes linguagens de ilustração, desenvolvidas criativamente a partir da experimentação na modalidade de interação com a página impressa, troca recíproca e trabalho em equipe.

O primeiro e o último objetivo: superar os limites. Da ilustração e de si mesmo.

Autores: Danila Giancipoli e Carlotta Tommasi