—>
Carregando Carregando

IED Rio recebe primero encontro internacional de moda sustentável

  • IEDentity
  • "Nomadismos"
  • Número 11 - 1 de julho de 2019
Roberta de Freitas
  • Roberta de Freitas

Na Semana do Meio Ambiente, o Rio de Janeiro se transformou em uma verdadeira vitrine para a moda sustentável produzida no Brasil e no mundo. Idealizado pela diretora criativa e coordenadora do IED Rio Yamê Reis, o Rio Ethical Fashion (REF), aconteceu nos dias 6, 7 e 8 de junho.

O evento ocupou o IED Rio, reunindo nomes reconhecidos internacionalmente na indústria para debater, criar parcerias, inspirar e difundir os valores da sustentabilidade na moda brasileira.

Entre os palestrantes estiveram vários expoentes da moda sustentável como Simone Cipriani – criador do Ethical Fashion Initiative –, Oskar Metsavaht – que há mais de 20 anos conceituou o projeto “e-fabrics”, com sua marca Osklen sendo um dos mais fecundos laboratórios em desenvolvimento sustentável da moda nacional e internacional –, François Morrilion – fundador da VERT, marca de tênis sustentável –,  Marieke Eyskoot – uma das principais especialistas em sustentabilidade da Holanda – e Alfredo Orobio, cofundador da AWAYTOMARS, e ainda a ambientalista brasileira Bia Saldanha.

O dia 6 de junho foi marcado pelo encontro “Moda e Academia – Ética e Inovação”, voltado exclusivamente para educadores de todo o país. A reunião promove o debate sobre os novos conteúdos e desafios do ensino da moda no Brasil. O evento teve exibição gratuita na biblioteca do IED Rio. No mesmo dia foi realizado um Swap Market, uma feira de trocas de roupas aberta ao público. O evento teve à frente o norte-americano Patrick Duffy, fundador da Global Fashion Exchange, uma plataforma internacional que promove a sustentabilidade na indústria da moda.

Aproveitando a presença dos profissionais na cidade, no dia 8 de junho aconteceu o Agenda Moda Brasil – Living Lab. O evento realizado no IED Rio teve como objetivo reunir um grupo interdisciplinar composto por empresas de moda, instituições públicas e privadas, ativistas, acadêmicos e empreendedores para trabalharem juntos na criação de um documento que busque soluções, serviços e novos modelos de negócio, para trazer inovação para o mercado. O evento teve transmissão ao vivo.

Aplicar o conceito de desenvolvimento sustentável à indústria da moda é o grande desafio de toda a cadeia produtiva para os próximos anos, considerando que 2030 é o ano limite para a implantação de medidas sustentáveis em todas as empresas do planeta. “A moda está vivendo um esgotamento do modelo de superprodução e consumo, e isso está sendo pensado pelos profissionais da indústria no mundo todo. O REF pretende colocar o Brasil nessa discussão através da troca de experiências inovadoras, mostrando a força da nossa indústria que é uma das maiores do mundo, e compartilhando nossas ações para a construção de uma moda responsável e limpa”, afirma Yamê Reis.

Autor: Roberta de Freitas